Regras do tênis moderno são desumanas para a boa prática do esporte?

Jose Roberto Bloise

Regras do tênis moderno são desumanas para a boa prática do esporte? Kevin Anderson chegou na final de Wimbledon após vencer Roger Federer por 13/11 no quinto set nas quartas de final, em 4h14 de jogo. Depois de 48h, entrou em quadra e venceu o americano John Isner por 26/24 no quinto set, em 6h36 de partida. No domingo, menos de 48 horas depois jogou a final contra Novak Djokovic visivelmente longe de suas melhores.

Isso seria algo normal? Eu diria que sim, para os tenistas profissionais, mesmo entendendo que seja muito duro até para um profissional esse tipo de situação.

Poderiam pensar em eliminar os sets longos no quinto set e mudar para um tiebreak? Seria mais humano? Talvez sim, com certeza para os jogadores, e para o tênis? Para os amantes do esporte?

Recentemente, após um jogo de a Copa Davis de mais de 6h43 horas entre o argentino Leonardo Mayer e o brasileiro João Souza,o Feijão,o segundo jogo mais longo da história do tênis, os organizadores a alteraram a regra. Em 2016 foi instituído o Tiebreak no quinto set. Só existe um Gran Slam quese joga tiebreak no quinto set: Us Open.
Nos outros Grand Slams a regra é também set longo no quintk set. Os tenistas Kevin Anderson e John Isner envolvidos no fatídico 26/24 desejam que isso mude já.

Anderson afirmou estar muito cansado depois do jogo e que isso pesou na derrota na final contra Djokovic. Mas não são só eles. Recentemente, outro profissional, Horácio Zeballos, da Argentina perdeu na Austrália por 22/20 no quinto set em 5h14 de jogo e considera absurda essa regra no tenis moderno.

Bom gente, acho que isso dá um certo charme no jogo de Grand Slam, mas confesso que como jogador é desgastante passar por uma situação dessas e contraproducente. Me lembra muito os tempos da Roma antiga, as arenas com leões e os gladiadores. Em Wimbledon o jogador ganha os 3 desafios de volta no 6 a 6, será que para energizar mais a partida?

Na partida mais longa do tênis, o mesmo John Isner, dos EUA, venceu o Nicholas Mahut da França em 3 dias ou 11h05 de jogo. Após o confronto, o jogador francês teve que receber tratamento psiquiátrico por depressão.Mas fica a questão, é algo desumano para os atletas? Deixe seus comentários.

Segundo o profissional Andy Murray, as mulheres deveriam jogar melhor de 5 sets nos Grand Slams, também. Ele comenta que a preparação é outra e também polemiza afirmando que nada mais justo para quem exige premiação equivalente.

Em um último ponto, sei que os organizadores estão tentando melhorar as regras para engajar mais pessoas no esporte, isso ajudaria? Há rumores que Wimbledon esteja cogitando mudar essa regra para o quinto set, justamente para preservar os jogadores e buscar evitar as incríveis maratonas dos últimos anos.

Sobre o Autor
Formado em Administração de Empresas com bolsa de tênis na Universidade de Utah, nos EUA, equipe Top 20 NCAA da Primeira Divisão. Mestrado em Administração Internacional , MIBs, Carolina do Sul. Master em Psicologia da Educação com foco em Psicologia do Esporte, de 2009-2011 na Tenessee Technical University (TTU). 20 anos como executivo de vendas em multinacional nos EUA e Europa. Ex- jogador profissional ranking 655 de simples e 520 de duplas. Top 5 do ranking sênior mundial, sendo número 1 Brasil Sênior entre 2012 e 2014. Joga Beach Tennis desde 2015 e em 2016 começou a dar aulas. Coach Universitário FGV de 2015-2018 e Unisa em 2017-2018. Treina jogadores para competição em Singapura.
Contato

Entre em contato, em breve retornaremos!